16-06-16

Um anúncio que se torna interativo graças a um detalhe do corpo humano

canguru-ad

Um destes cangurus vai sumir dessa imagem. E não é vídeo ou gif animado.

Se você é um bom motorista, sabe que há vezes em que não adianta só olhar pelo retrovisor para saber se está passando algum veículo do seu lado. O chamado ponto cego é bem conhecido de quem dirige, enganando muita gente que, ao tentar mudar de faixa, é surpreendido por um carro “fantasma”, resultando até mesmo em uma colisão.

Por isso, alguns carros mais novos vêm equipados com um sensor de ponto cego, que alerta quando algum veículo entra nessa área oculta no reflexo dos retrovisores.

Para divulgar este recurso de um modo original, a agência ucraniana Tabasco resolveu se aproveitar de um detalhe do olho humano para criar um anúncio interativo, usando uma imagem estática (!) e bem minimalista, por sinal.

O anúncio tem um simples passo-a-passo pra dar certo. Funciona assim:

  • Tampe o seu olho direito.
  • Olhe para a imagem que está dentro do desenho do retrovisor.
  • Aproxime seu rosto da imagem, sem mudar o foco do seu olhar.
  • Em algum momento, a imagem da esquerda vai sumir.

Faça o teste:

ad1

“Um canguru desaparece no ponto cego. Mas nada desaparece do campo de visão graças aos sensores de ponto cego do novo Hyundai Elantra.”

ad2

ad3

Por que isso acontece? Porque não há células fotorreceptoras na área onde o nervo óptico se conecta à sua retina (disco óptico). Então, quando uma imagem alcança este disco, que não tem células que “recebem” a luz, você não pode ver a imagem.

Não é mágica, é a direção de arte se aproveitando do seu corpo.