26-05-15

Como foram criados os gifs animados do Google em homenagem à primeira americana a viajar para o espaço

sally-ride-google

Google cria uma série de doodle animados em homenagem à Sally Ride. Conheça o making-of em uma linda animação.

No aniversário do telescópio Hubble, o Cutedrop entrevistou Duília de Mello, a astrônoma brasileira que #arrasanaNASA. Se você gostou do assunto, vai curtir o doodle que o Google publicou.

Se você acessar o site do Google hoje, vai ver uma série de gifs randômicos animados (basta atualizar a página), criados pela ilustradora Olivia Huynh, em homenagem à astronauta Sally Ride. Sally foi a primeira americana a ir para o espaço, em 1983!

sally1_560

sally2_560

sally3_560

sally4_560

sally5_560

Pra começar, quem foi Sally Ride?

No blog do Google, o parceiro de trabalho de Sally, Tam O’Shaughnessy, escreveu um artigo muito interessante contando a da história de vida da cientista. Baseados nesta fonte, fizemos o resumão abaixo:

Sally Ride nasceu em 1951, e cresceu brincando com seu kit de química, seu telescópio e jogando bola com as crianças da vizinhança. Na juventude, ficou na dúvida se virava jogadora de tênis ou cientista. Mas a paixão pela ciência falou mais alto.

Fonte da imagem: NASA

Fonte da imagem: NASA

Em 1977, Sally estava terminando seu Ph.D. em física na Stanford University, quando leu um artigo em um jornal da faculdade que dizia que a NASA estava à procura de astronautas. E pela primeira vez, permitindo que mulheres se candidatassem! Sally foi uma das 6 selecionadas e, em 1983, foi a primeira mulher americana na História a ir pro espaço.

Depois de deixar a NASA, apesar de amar atuar como cientista, Sally investiu na carreira acadêmica para inspirar os jovens, principalmente as meninas e minorias, que estavam abandonando os estudos em matemática e ciências.

Estudos mostram que a razão de crianças desistirem de carreiras voltadas para tecnologia, engenharia, matemática ou ciências, não é pelo fato de não gostarem do assunto ou não serem bons o suficiente. Mas, principalmente, por serem bombardeados por falsas “verdades” sobre os cientistas, o que fazem ou como trabalham. Falamos disso neste post sobre iniciativas de programação voltadas para meninas.

Como a própria Sally disse:

“Em todo lugar que eu vou, encontro meninas e meninos que querem ser astronautas e explorar o espaço, ou amam o oceano e querem ser oceanógrafos, ou amam animais e querem ser zoologistas, ou amam projetar coisas e querem ser engenheiros. Eu quero ver o mesmo brilho nos olhos deles daqui a 10 anos e saber que eles estão no caminho certo!”

Em 2001, Sally, seu parceiro de trabalho Tam O’Shaughnessy e mais 3 amigos fundaram a Sally Ride Science para criar programas e publicações para provar que ciências, tecnologia, engenharia e matemática são sim matérias criativas, divertidas e fascinantes.

Sally faleceu em 2012 de câncer no pâncreas. Mas seu trabalho continua vivo e hoje, no dia em que seria o aniversário de 64 anos, o Google criou um doodle especial.

Crédito da imagem: NASA

Fonte da imagem: NASA

E como foi feito o doodle?

Para mostrar o processo de criação destes doodle, em especial, o animador e ilustrador Nate Swinehart criou uma animação de 2 minutinhos para explicar o making-of. No vídeo, Olivia Huynh, a ilustradora que criou os doodles narra o processo todinho e mostra como criou os gifs, animando-os no Photoshop.

O vídeo está em inglês, mas é bem didático e interessante. Conta um pouco da história de Sally Ride também.

Confira:

Conheça mais o trabalho de Nate Swinehart e Olivia Huynh, que costuma criar doodle para o Google.